Evangelho do dia 01 de Abril de 2021 – Quinta-feira Santa

 

“Você percebe o que eu fiz por você? Você me chama de ‘professor’ e ‘mestre’, e com razão, pois de fato eu sou. Se eu, portanto, o mestre e professor, lavei seus pés, vocês deveriam lavar os pés uns dos outros. Dei-lhe um modelo a seguir, de modo que, assim como fiz por você, você também deve seguir ”. João 13: 12-15

Você quer ser santo? Talvez essa pergunta não seja algo que todos irão responder imediatamente com um sonoro “Sim”. Infelizmente, a santidade, para alguns, pode parecer enfadonha e pouco atraente. A atração do mal é muito atraente em um nível confuso e superficial. Então, qual é a sua resposta a essa pergunta? Você quer ser santo?

Ao iniciarmos hoje o Tríduo sagrado, entramos nos dias mais sagrados do ano da Igreja. Caminhamos com nosso Senhor em Sua glorificação final hoje, enquanto Ele celebra a Páscoa com Seus discípulos e entra no Jardim do Getsêmani para aguardar Sua prisão. Amanhã caminharemos com Ele pelas estações de Sua Cruz. No sábado, sentamo-nos em silenciosa adoração ao Seu túmulo enquanto aguardamos a Ressurreição.

No Evangelho citado acima, Jesus nos dá um modelo de santidade pelo testemunho de suas ações. Aquele que é o Deus do Universo, o Criador de tudo, o Filho Eterno de Deus, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, humilha-se e assume a forma de servo humilde lavando os pés dos discípulos. Ele então oferece a eles a Santíssima Eucaristia pela primeira vez, antes de ir ao encontro de Seus perseguidores.

O modelo que Jesus nos dá é uma ação profética pela qual Jesus nos diz que a verdadeira grandeza, ou seja, a verdadeira santidade, se encontra na humildade. A santidade é realizada em nossas vidas quando desviamos nossos olhos de nós mesmos e amamos os outros como seus servos.

Nenhum de nós é o Salvador do Mundo, mas cada um de nós deve se tornar um instrumento de Seu ato salvador para os outros. Ao aceitarmos o presente de Jesus, devemos nos voltar para os outros e nos humilhar diante deles. Devemos ajudá-los a ver nosso amor e sua dignidade. Devemos servi-los com humildade e colocá-los em primeiro lugar. Isso nos permitirá convidá-los a nos imitar como imitamos a Cristo. Assim, nossa humilde imitação de Jesus se torna um meio pelo qual Jesus convida outros a segui-Lo.

Reflita, hoje, sobre o convite de Jesus: “… como eu fiz por você, você também deve fazer”. Jesus nos deu tudo, então devemos dar tudo aos outros. Devemos servir sem calcular o custo. Devemos amá-los, colocando suas necessidades antes das nossas. Devemos nos tornar um modelo do amor de Cristo por eles. Reflita sobre o serviço de Jesus hoje e ao longo do Tríduo e comprometa-se a viver o convite feito por nosso Senhor.

Meu humilde Senhor, que o Teu nome seja louvado e adorado acima de todas as coisas. Que Você seja exaltado por Sua humildade e serviço humilde. Vejo em Teu ato humilde, querido Senhor, o profundo amor que tens por mim e por todos. Que eu imite esse amor humilde em minha própria vida, para que minha imitação de Você ajude a compartilhar Seu amor salvador com os outros. Jesus eu confio em vós.

Acompanhe o Evangelho diário aqui:
https://edersondomingues.com ​​​
https://www.facebook.com/palavradiaria​​​
https://www.youtube.com/EdersonDomingues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *